Quem a CBF acha que é?!

31 out

Recentemente escutei essa expressão, quase uma pergunta, e como todos sabem, eu adoro estudar e falar sobre futebol, por isso, resolvi tentar responder a questão retórica.

Quem é a CBF acha que é?

A CBF é a entidade máxima do futebol no Brasil.

De falida nos anos 1970 passou por um processo de modernização junto com a gestão da FIFA de João Havelange e passou a ser uma das entidades de maior lucratividade do país sem ter que investir em quase nada. Com uma fortuna patrimonial hoje, a CBF, comandada pelo ladrão de medalhas José Maria Marin, conseguiu irrestrita força política na gestão do seu antecessor, Ricardo Teixeira, familiar de Havelange.

Como entidade e poucas declarações de imposto, todos os números da CBF são nebulosos, acredito se fosse possível eles já teriam colocado sua sede oficial na Suiça. Não a toa que vira e mexe a CBF marca amistosos naquele país. Lembram onde foi a preparação para a copa de 2006 na Alemanha? Sobre a sede ser lá… foi para lá que a dona FIFA foi residir há tempos. Não preciso explicar o porquê, ninguém aqui é tolo.

A entidade CBF é uma força política invejável que depois de várias brigas com a dona Globo, conseguiu de fato seu golpe de monopólio político ideológico definitivo quando derrubou a ideia do Clube dos 13 de leiloar o campeonato brasileiro. Numa jogada genial ela conseguiu atrelar a força dos principais clubes brasileiros e confederações para fechar et infinitum com a poderosa Globo e afiliadas. Garantiu assim a manutenção da sua fatia no bolo e controle dos poderes político-econômicos da entidade e da monopolizadora dos meios de comunicação. O contrato por ano dos meios de comunicação do campeonato brasileiro, série A, giram acima de 1 bilhão de reais, apenas para a televisão aberta. O contrato mais excuso da história da entidade, com a Nike, falava em torno de 200 milhões de dólares anuais.

E para você saber do poder dessa entidade: foi Ricardo Teixeira, “filho” de João Havelange que fechou com a COMMEBOL e confederações da América do Sul para a copa de 2014 ser realizada no Brasil. Ele que manda(va) nessas outras entidades, que junto de seu “pai” fizeram campanha regada a propinas para manter Michel Blater no comando da FIFA. 

Mas por que a FIFA é tão poderosa? Ela é a maior entidade política do planeta, hoje com 209 afiliados, mais que o COI e a ONU. A Suiça, lembram dela, até 2002 não era filiada a ONU para se manter imparcial, mas serve como sede para a FIFA. É numa cidade que é considerada a Suiça da Suiça que J.H. e R.T. sofrem processo por lavagem de dinheiro e todo o processo é secreto e será engavetado no final da ação e não saberemos porque eles estão lá e o que vão ter que pagar.

Outra dúvida, se a FIFA é tão poderosa, o que tem haver a CBF com isso? Ela é um dos seus alicerces políticos desde a entrada de J.H. nos anos 1970, quando passou a tratar o futebol como negócio e possui hoje um patrimônio de 1,29 bilhões de dólares.

E a CBF? Em 2012 se tornou a empresa de maior lucratividade do mercado brasileiro. Com um balanço de 42,5% de crescimento em 2012, recebeu mais de 300 milhões em patrocínio. Declarando um lucro OFICIAL de mais de 140 milhões de reais.

Enquanto Eike Batista luta para provar sua liquidez e pagar seus credores no mercado a CBF brinca de fazer amistosos e levar uma das maiores marcas do planeta para ganhar dinheiro. Muito dinheiro. 

Aqui chegamos a questão mais importante, Diego Costa, que vislumbrou ganhar muito dinheiro e viver bem na Espanha. Maravilha. Se ele pensasse um pouco mais, poderia se tornar o camisa 9 da seleção brasileira e ter seu passe SUPERvalorizado. Quer queira, quer não, um craque brasileiro vale mais que um craque espanhol. Basta lembrar o desespero da TV Espanhola querendo comparar Ronaldo Nazário com Raul. Dá para disputar financeiramente e em retorno de mídia os dois? A curto prazo Diego Costa acertou, a médio-longo prazo… ele foi muuuuuito inocente.

Voltemos a CBF… por se achar a dona da grande mídia nacional, ter poder de barganha internacional que inveja qualquer entidade e/ou presidente de estado-nação, por ter uma das empresas mais lucrativas do Brasil e uma das maiores marcas do mundo; a camisa canarinha, ela se acha no direito de falar e cometer os pecados que faz. 

Como o estado é conivente e tem medo de ir contra a CBF e a Globo, e a Globo aliada a ela, permite chegar a gente esse tipo de despautério: Pedir para tirar a cidadania de Diego Costa porque ele preferiu jogar pela Espanha.

O mais complexo disso tudo, é saber que todo esse poder está rodeado de questões nebulosas que passam por esse julgamento na Suiça. Hoje já se sabe muita coisa… mas passado 1 ano, pouco se falou a respeito disso e menos ainda se apurou.

 

vejam a matéria do UOL a respeito disso:

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/07/11/justica-suica-libera-documentos-que-podem-incriminar-ricardo-teixeira-e-joao-havelange.htm

Anúncios

Uma resposta to “Quem a CBF acha que é?!”

  1. Raisa Arruda 31/10/2013 às 3:44 pm #

    quando fala/escreve sobre futebol, fica tão mais fácil de entender a complexidade dele :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: